Amulet Mortal Song: Não Chore, Borboleta... - Fanfic by: Ananda -



29 de agosto de 2010 6:38 PM



*Kyori com preguiça de fazer seus próprios avatares*
Bom, está é uma fanfic de uma das leitoras do blog. Eu realmente gostei muito dela, então espero que também gostem o/




Sinopse:
"Eu definitivamente vou fazer você se apaixonar por mim. Então prepare-se"

Ninguém imaginou...

Foi um choque ver quem estava em cima do telhado do cloreto, no meio da noite. Cantando. Traindo todos eles.
Foi um choque saber que desta vez não era a Easter quem estava por trás de tudo, mas sim uma companhia gêmea... A Aester.
Foi um choque ouví-lo chamá-la de Borboleta. E ela respodê-lo, sem ao menos hesitar.
Foi um choque ver que agora ela tinha uma nova Shugo Chara, um novo "suposto eu", um novo Chara Nari e um novo poder.
E foi doloroso vê-la ignorar todo o passado...

Capitulo 1:


Centro de Atividades Especiais – Aester




-Como ela está?- perguntou o diretor-chefe da Aester, sentado em sua enorme poltrona verde musgo.
-Bem. Sem alterações prejudicativas aparentes, respiração estável, etc. - responde Venylla, uma garota loira que estava à sua frente e ao meio de dois outros garotos.
-Batimentos cardíacos estáveis, também. - responde Ommusei, o irmão gêmeo de Venylla.
-E ela está sonhando – responde o outro garoto, com cabelos vermelhos.
O diretor Ihane rosnou baixinho antes de perguntar:
-Onde isso tem relação com o estado físico dela, Saikkito?
-Nenhuma, de fato. - contra-ataca Saikkito. - Mas o Centro Operacional comprovou que quando ela cantar músicas criadas por ela, o poder aumenta. Se ela está sonhando, significa que seu lado criativo não foi afetado.
-Entendo... Muito bem, vocês três, podem ir. - o diretor os expulsa com um abanar de mãos.




Aeroporto de Paris – França




-Lulu!
-Sim, mama? - responde Lulu que tentava esconder Nana enquato ela comia, para ninguém ver doces voando sozinhos.
-Se apresse, Lulu, já vamos embarcar!
-Sim!
Lulu e Nana correm em direção aos pais de Lulu. O aeroporto de Paris estava meio cheio, com várias pessoas falando diferentes línguas. O avião que eles embarcariam chegaria logo.
-Ei, Lulu... - chama Nana.
-O que foi?
-Por que estavamos voltando para o Japão? - pergunta.
-Mama vai ser a convida especial de alguns progamas de lá,você já deveria saber, Nana...
-Vamos poder visitar os guardiões e os Shugo Chara? - Nana pergunta quando alcançam os pais de Lulu.
-Eu não sei. - responde com raiva.
Na verdade, Lulu queria ver Amu e os guardiões novamente, tanto quanto Nana. Ela pensava que se talvez fingisse um encontro ao acaso, não ficaria tão óbvio que sentira saudades nos últimos 10 meses...




Colégio Primário Seyo – Jardim Real




Tadase, Rima, Nagihiko e Yaya olhavam para a cadeira vázia da Joker, como se ficassem observando fosse fazer Amu cair do céu ou aparecer correndo pela porta. Na frente do assento, o chá de Amu esfriava.
-Todos tem certeza que Amu não disse à nenhum de vocês que não iria vir na reunião de hoje?- pergunta Kiseki, andando de um lado para o outro na mesa.
-Sim. - responderam os guardiões e os Shugo Chara ao mesmo tempo.
-Talvez Amu tenha pego uma doença... - disse Nagihiko.
-Ah, a Yaya não quer que a Amu fique doente!
-Ninguém quer, Yaya. - disse Tadase. - Já faz quase três dias que ela falta, né, Rima?
-Sim... - responde Rima.
Kusu-Kusu fica preocupada com Rima, desque Amu não vai à escola, Rima não tem mais sorrido. Nem mesmo quando assistia os progamas de comédia.
-Atenção, Suditos! Teremos que adiar a dominação do mundo até a volta de Amu. - disse Kiseki.
Os Shugo Chara comemoram com gritinhos de "Ebaaaa!".
-Esses suditos são uma vergonha!...
-Então, vamos começar a reunião sem Amu... - disse Tadase enquanto arrumava uns papeis.
-Sim... - Rima disse, ainda olhando para o lugar de Amu.




Centro Operacional – Aester




Em uma máquina gigante em formato oval, ligada à vários Batsu Tamas, um Ovo estava sendo chocado com a energia negativa dos Batsu Tamas. Cientistas rondavam a chocadeira enquanto anotavam detalhes importantes em arquivos e controlavam a chocadeira para que os Batsu Tamas nunca parem de enviar sua energia para o Ovo.
Do outro lado do laboratório, Saikkito observava a parte principal do plano receber sua quantia de energia negativa dentro de uma incubadora gigantesca.
-Espero que você não arruine o plano da Companhia somente por causa da ligação que você tem com essa garota. - disse Ommusei quando se aproximou de Saikkito.
-Sim, seria realmente ruim para você se isso acontecesse... - completou Venylla.
-Não vou cometer erros. - respondeu Saikkito.
-Esperamos que não. -disseram Ommusei e Venylla enquanto saiam do Centro Operacional. - Vamos, Saikkito, não fique a olhando tanto assim, ela vai ficar envergonhada.- completou Ommusei e Venylla riu.
-Durma bem, Borboleta... - Saikkito disse antes de sair do Centro.

Marcadores:


Postado por Kyori// 1 Comentários

Feliz Aniversário Lotufo



26 de agosto de 2010 5:16 PM



*titulo auto explicativo* *leva tiro*
É isso ai minha gente. Quem está falando aqui é a Kyori (não vou colocar avatar pq vai demorar muito e a net aqui pode cair de novo como quando na primeira vez que tentei postar isso) e vim aqui especialmente para desejar feliz aniversário a coisa fofa da Lô nossa querida autora daqui do blog. ^^ Este dia ela está completando 14 aninhos de idade e... Meu presente:


Plaquinha super-mega-tosca, então peço desculpas Lô Y-Y


E é só.
A sim, como podem ver a net aqui em casa ta tensa, então, se eu sumir por uma semana, já sabem que estou sem net õ7


PS.: Se quiserem mandar plaquinhas pra Lô, masndem pelos coments que eu add no post õ7

Marcadores:


Postado por Kyori// 2 Comentários

O Retorno dos Charas Capitulo 12



19 de agosto de 2010 10:52 AM



Hei onigiris *é recebida a pedradas*
Enfim o capitulo 12 da fic O Retorno dos Charas.
Mas não me apedregem, vou tentar voltar com a fic semanalmente o/




Capitulo 12


- Onde... Onde estou? - Perguntava-se Amu enquanto se via presa em um quarto escuro.
O quarto era pequeno. Parecia um poço, pois havia uma luz em formato de circulo na parte de cima.
- Eu estou... Dentro de um poço? Por quê? Como?
- Amu-chan... - Ecoava uma voz fina dentro do poço.
Amu nunca havia ouvido aquela voz, mas de alguma forma lhe parecia familiar.
- Quem está ai? - Perguntou Amu olhando para as paredes estreitas e em seguida para cima.
- Eu estou aqui Amu-chan. - Disse a voz.
Neste momento, uma luz saiu do peito de Amu. E essa luz tomou o formato de um ovo.
- Como vai Amu-chan? - Perguntou uma voz que saia do ovo enquanto o mesmo se abria.
Dele saiu uma Shugo Chara completamente diferente das que Amu já tinha visto.
Sua pele era completamente branca, como uma folha de papel... Tinha um olho vermelho e outro preto... Abaixo do olho esquerdo havia um risco azul que descia até o fim de seu rosto. Suas roupas lembravam muito as de um bobo da corte, ou melhor, um coringa.
- Quem é você? - Perguntou Amu observando-a.
- Eu sou Tsuki. Sua Shugo Chara. - Disse a shugo chara com uma voz calma que lembrava muito a de Dia.
- Tsuki? Mas e quanto a Ran, Miki, Suu e Dia? -, Perguntou Amu.
- Elas não estão mais aqui. - Disse Tsuki.
- C- Como?! - Gaguejou Amu.
- Você logo irá entender. Venha comigo. - Disse Tsuki giando Amu até a parede do quarto.
Para a surpresa de Amu, quando Tsuki se aproximou, a parede se abriu. Então ela decidiu seguir a Shugo Chara, queria saber o que estava acontecendo.
Começando a caminha através da porta, Amu se viu em uma espécie de corredor. Ele era completamente branco. Um branco tão intenso que doía olhar. Era quase inacreditável que pudesse existir um lugar assim tão branco.
- Amu-chan, nós chegamos. - Disse Tsuki parando em frente a uma porta.
Amu olhou atentamente para a porta. Ela era completamente preta.
- Como não vi esta porta antes? Ela é completamente preta! Se destaca muito no branco, mas mesmo assim... - Hesitou Amu.
Tsuki riu.
- Existem coisas que você só pode enxergar quando chega bem perto, mesmo que essas coisas sejam aparentemente chamativas... - Disse Tsuki olhando seriamente para Amu.
- O que há detrás desta porta? - Perguntou Amu.
- Abra para descobrir. - Disse Tsuki.
Quando Amu abriu a porta, se surpreendeu com o que viu.


~~ Enquanto isso no acampamento ~~


- Ikuto-nii-san... - Disse Tadase se aproximando de Ikuto.
- Acho melhor deixá-lo sozinho. - Disse Nagihiko pousando suas mãos sobre o ombro do amigo.
- Mas... - Hesitou Tadase. - Ok.
Ikuto estava encostado à porta do quarto enquanto o doutor examinava Amu.
Já haviam passado 2 dias desde seu desmaio na floresta e ela ainda não havia acordado. Todos os dias o doutor vinha ver o que ela tinha, mas o quadro não havia mudado sequer um pouco desde sua chegada.
- E então doutor? - Perguntou Ikuto ao ver o médico saindo do quarto.
- Como disse anteriormente. Eu não consigo entender como ela ainda não acordou. Essa garota não tem nada. Simplesmente um pouco de desidratação por ter ficado tanto tempo sem beber água, mas nada de grave. Não entendo sequer a causa de seu desmaio. Sendo sincero, acho que por algum motivo a própria paciente não quer acordar. - Disse o doutor.
- Não quer acordar?! - Sussurrou Ikuto com a voz rouca do susto. Ele estava chocado com o que o médico acabara de dizer.
- O senhor não precisa ficar assim. Eu entendo que sendo sua aluna se sinta responsável, mas acredito que essa garota está tendo problemas familiares e talvez isso seja a causa. Só depende dela agora para acordar. Não podemos fazer nada. - Disse o médico tentando confortar Ikuto.
- Nii-san! Tenho certeza de que não é isso que está acontecendo. Deve estar acontecendo algo com a Amu-chan! Tenho certeza de que ela quer acordar e não consegue. - Disse Tadase puxando Ikuto.
- Tudo bem Tadase. - Disse Ikuto pousando sua mão sobre a cabeça de Tadase, bagunçando seus cabelos.
- O- Ok.
Tadase percebeu que o sorriso que Ikuto lhe mostrou era falso. Ele estava muito preocupado com Amu, o que era normal, mas não queria preocupar os outros, o que não agradava Tadase.
Ikuto entrou no quarto onde estava Amu assim que o médico foi embora, Tadase e os outros ficaram na porta.
- Onde está Amu? - Gritava uma voz longe.
Tadase e os outros foram ver quem era. E quando chegaram não se surpreenderam tanto.


~~ Na recepção da enfermaria do acampamento ~~


- Desculpe, mas ela já está com o limite máximo de visitas. - Dizia a enfermeira tentando acalmar Haruka.
- Mas eu que-
Tadase colocou a mão sobre o ombro de Haruka.
- Se acalme. Estamos em um hospital. - Disse ele.
- Quem é você? - Perguntou Haruka desconfiado.
- Um amigo da Amu-chan assim como você. - Disse Tadase.
Neste momento chegaram Hana e Toshi, eles pareciam preocupados com Haruka.
- Haruka! Onde você se meteu esse tempo todo?! Nós lhe procuramos por toda parte! - Gritou Hana puxando Haruka pelos cabelos.
- Calma Hana! Eu só vim ver a Amu. - Disse Haruka tentando se soltar das mãos de Hana.
- Nós sabemos que você está preocupado com ela, nós também estamos, mas você não precisa fazer plantão aqui no hospital! - Disse Toshi.
- Não estou fazendo plantão. Eu só...
Ikuto chegou de vagar no momento em que Haruka ainda estava falando. Mas ele continuou quieto só observando.
Haruka percebeu a chegada de Ikuto e avançou em cima dele.
- Isso é tudo sua culpa! - Gritou Haruka segurando Ikuto pela camisa.
- Não faça barulho aqui moleque. Lembre-se que isso é uma enfermaria! Não é lugar para criança ficar esperneando. - Disse Ikuto soltando a mão de Haruka de sua camisa.
Haruka ficou furioso. Quando ele se aproximou de Ikuto para revidar, chegou uma enfermeira gritando:
- Quem aqui é responsável pela paciente Hinamori Amu? - Perguntou a enfermeira em desespero.
- Sou eu. - Respondeu Ikuto indo até ela e ignorando Haruka.
- Por favor, venha até aqui. O médico está na sala com ela, ela está tendo uma parada cardíaca. - Disse a enfermeira puxando Ikuto até o quarto.
Todos ficaram surpresos com a noticia e correram com Ikuto até o quarto.


~~ No lado de fora do quarto de Amu ~~


- O que está acontecendo? Ela não estava bem até a pouco? - Perguntou Ikuto quase sem voz de tão chocado.
- Nem o médico sabe... Ele está cuidando dela agora, mas agora pouco ela teve uma parada cardíaca sem motivo aparente. - Disse a enfermeira ao lado de Ikuto. - O senhor é o que dela?
- Seu professor.
Ikuto ainda não estava conseguindo falar direito. Ele só olhava através do vidro o médico e 2 enfermeiros ligando Amu a aparelhos. Aquela cena o estava abalando demais.
- Então nesse caso temos que chamar os pais dela certo? - Perguntou a enfermeira receosa pela reação de Ikuto.
- Sim...
Apesar de falar isso, Ikuto não se movia.
- Tudo bem Nii-san, eu chamo os Hinamori. - Disse Tadase puxando a blusa de Ikuto.
Ikuto não respondeu.
Tadase ligou para a família de Amu, e algumas horas depois eles estavam no hospital para onde Amu foi transferida.
Quando os pais dela chegaram, todos estavam na sala de espera esperando noticias de Amu.
- O que aconteceu? - Perguntou a mãe de Amu.
Tadase se levantou e foi até ela, mas ela por instinto se dirigiu até Ikuto.
Ikuto ainda estava sentado de cabeça baixa. O pai de Amu só seguiu a mulher observando.
- O que aconteceu Ikuto-kun? - Perguntou ela.
Ikuto levantou a cabeça e a olhou tristemente.
- Eu não sei. Nem o médico sabe pra falar a verdade... Algumas coisas aconteceram nesse acampamento e... Receio que o que esteja passando é minha culpa. - Disse Ikuto abaixando a cabeça de novo.
A mãe de Amu segurou a cabeça de Ikuto e a encostou em sua barriga.
- Eu sei que a culpa não é sua querido. Vamos esperar o diagnóstico do médico ok? - Disse ela acariciando suavemente a cabeça dele.
Todos os outros alunos que estavam na sala ficaram espantados com a intimidade de Ikuto com os Hinamori. A maioria sequer sabia que eles se conheciam.
O pai de Amu estava diferente do seu habitual. Ele estava sério agora. Sabia que a situação de sua filha poderia piorar. Uma parada cardíaca não era brincadeira...
Enquanto todos estavam preocupados, Saaya permanecia no canto somente observando a situação. Ela não aceitava a idéia de que estava ali, presa em um hospital, por “culpa de Amu”.
Inconformada com a situação foi caminhar até o lado de fora do hospital.
Somente nesta hora ela percebeu que já havia anoitecido...
Depois de caminhar alguns minutos, ela decidiu voltar para a sala de espera.
No caminho de volta, percebeu que havia um garoto observando do lado de fora da sala, aparentemente querendo se esconder do resto das pessoas.
- Quem é você e o que pensa que está fazendo aqui? - Pergunta Saaya em um tom arrogante empurrando o garoto na parede.
Observando o mais de perto, Saaya logo o reconheceu.
- Já sei! Você é o garoto que fica dando uma de stalker atrás da Amu! - Gritou Saaya.
- Stalker?! Eu não dou uma de stalker! Eu só gosto da Amu e não vou permitir que aquele velho pedófilo fique com ela. - Disse Haruka.
Isso deu uma ótima idéia para Saaya. E ela expressou isso com um conjunto de olhar e sorriso maléficos direcionados a Haruka.


~~ Dentro da Sala de espera ~~


A enfermeira entra correndo na sala com uma expressão extremamente assustada.
- O que aconteceu? - Perguntou Tadase indo até ela.
- Ela... Ela... - Disse a enfermeira ofegante.
- O que aconteceu com a Amu-chan? - Perguntou Nagihiko indo até a enfermeira.
Todos os outros também foram até ela.
- Ela... Ela simplesmente acordou. - Disse a enfermeira.
- Então por que você está neste estado de pânico? - Perguntou Ikuto.
- Porque ela... Parece que não tem mais memória. - Disse a enfermeira olhando para os pais de Amu.

Marcadores: ,


Postado por Kyori// 12 Comentários

Shugo Chara Doki 50



14 de agosto de 2010 3:42 PM



Marcadores:


Postado por Lê Lotufo// 0 Comentários

Shugo Chara Doki 49



3:41 PM



Marcadores:


Postado por Lê Lotufo// 0 Comentários

Shugo Chara Doki 48



3:41 PM



Marcadores:


Postado por Lê Lotufo// 0 Comentários

Curiosidades



6:37 AM



Yo~ Minna-san! Hoje venho resgatar o blog SCR!! Ele tá meio parado, não sei pela Kyori nem pela Yami, mas achar novas informações está um pouco complicado e minha escola voltou e tenho que estudar ao máximo esse semestre (pois estou no 9º ano) e não tenho tempo durante a semana. Mas hoje, só hoje xD, tomei vergonha na cara e trouce para vocês umas curiosidades sobre o Shugo Chara que eu nem sabia. Bem... vou parar de falar aqui e ir para o assunto do post né?!

A Su utiliza "Desu" em muitas das suas frases, tal como a Suiseiseki de Rozen Maiden (uma das obras de Peach-Pit).

A Ami, irmã de Amu, num episódio, utiliza uma roupa amarela igual à Kanaria de Rozen Maiden.

Os nomes dos charas de Amu têm origem numa banda japonesa "Candies".

O nome "Utau" significa "Cantar". 
 
Se prestares atenção, podes ver que o símbolo de Buono! aparece várias vezes, ao longo da série, em cartazes e acessórios.

No episódio 19, a mãe de Amu sussurra parte da música "Kokoro No Tamago".

Musashi foi inspirado no samurai Miyamoto Musashi.

Nas suas transformações, a protagonista usa a palavra "Amulet" por causa do seu nome Amu.

Nas transformações da Utau Hoshina, "Lunatic Charm" e "Seraphic Charm", a palavra "Charm" tem duplo sentido: Pode querer dizer "Charme" (porque a Utau é charmosa) mas também é um sinónimo de "Amuleto". Visto que a Amu usa a palavra "Amulet", as Peach-Pit arranjaram este trocadilho com a palavra "Charm" para a Utau.

A chave do Ikuto e o cadeado da Amu são a Dumpty Key e o Humpty Lock, respectivamente. "Humpty Dumpty" é uma personagem famosa duma quadra inglesa: Ele tem a forma de um ovo e é muito desajeitado (ele acaba por cair de uma ponte e quebrar-se). Isso explica o porquê dos "ovos dos corações", dos "Ovos X" e do "Embrião". Essa personagem também aparece no famoso livro de Lewei Carroll: "Alice No País Das Maravilhas", que conta a história de um sonho que Alice teve (notem que o tema de Shugo Chara baseia-se nos sonhos das crianças).

A Utau Hoshina tem dois Shugo Charas que representam o Bem (Eru, um anjo) e o Mal (Iru, um diabinho). O nome "Eru" (ou El) vem da palavra inglesa "Angel" (os japoneses lêem "Anjeru") que significa "Anjo". O nome "Iru" (ou Il) vem da palavra "Devil" (os japoneses lêem "Deviru") que significa "Demónio".

(fonte: http://shugocharaproject.blogspot.com/)

Gostaram? Eu nunca tinha notado isso... achei incrivel! Bem, aqui me vou... Kissus

Marcadores:


Postado por Lê Lotufo// 8 Comentários

Feliz Aniversário Kyori!!



4 de agosto de 2010 3:46 PM



Hoje venho falar:
Parabens Kyori!
Muita paz, sorte e animes para sua vida! Que esse seja só mais um de seus aniversários!
PARA TUDO!  
Esse é o aniversário de 15 anos da minha Sempai! Prescisa de algo que preste da minha (nossa) parte, né?!

EU, Lotufo, se doi uma GRAAAAAAAAANDE Feliz Níver...


E uma plaquinha! xD
Bem é isso!! Bjs à todos!!

Postado por Lê Lotufo// 9 Comentários

Menu Principal









Peach-Pit







Shugo Chara






















Zombie-Loan








Rozen Maiden









DearS






Fã área












Moramos ♥



Mascotes



Seguidores



Conteúdo em destaque


Shugo Chara no Orkut



Deixe sua mensagem /o/




Histórico

» Dezembro 2009
» Janeiro 2010
» Fevereiro 2010
» Março 2010
» Abril 2010
» Maio 2010
» Junho 2010
» Julho 2010
» Agosto 2010
» Setembro 2010
» Outubro 2010
» Novembro 2010
» Dezembro 2010
» Janeiro 2011
» Fevereiro 2011
» Março 2011
» Abril 2011
» Maio 2011
» Junho 2011
» Julho 2011
» Agosto 2011
» Setembro 2011
» Novembro 2011
» Julho 2012


Clan Fujoshi :P

"Si quieres conseguir tu insignia, sólo tienes que afiliarte a Clan Fujoshi y seguir los pasos ^3^ ... te esperamos!"

Parceiros


Scanlators/Fansubs


Blogs de anime/mangá/bandas
Mepphy Love-Sama Generated image
Acesse!

Awards *-*



Status



Central Blogs

PageRank